O Papel da Família na Saúde Mental do Idoso

A existência de laços familiares bem estabelecidos é uma das chaves para experienciar um envelhecimento de qualidade, principalmente a nível da saúde mental.

Idosos com Família
Idosos com Família

Estar rodeado de amigos e familiares na terceira idade pode levar a muitos benefícios para a saúde geral. Durante esta fase, é importante que os idosos se sintam apreciados e amados pelos membros da família mais próxima, que vivam com dignidade e recebam o afeto daqueles que lhes são queridos. Esta relação próxima melhora o humor do idoso e cria laços afetivos benéficos às duas partes intervenientes.


Devido à perda de pessoas próximas, à funcionalidade reduzida e a outros fatores comuns na terceira idade, podem ser comuns os sentimentos de isolamento durante esta fase. Posto isto, se possível, é importante a participação dos familiares nas tarefas diárias do idoso, para que este se sinta integrado e esteja sempre ativo.


A vida diária sobrecarregada por vezes dificulta estas atividades, no entanto comunicar com o idoso, até por chamadas telefónicas, pode ajudar a reduzir o sentimento de solidão. Por vezes, os idosos não se querem sentir um fardo na vida dos familiares e por isso não partilham nem pedem ajuda. Por isso, é essencial estar atento aos sinais.


A família deve sempre incentivar o estabelecimento de rotinas e atividades que deixem o idoso animado. Isto pode acontecer através de hobbies, como a leitura, a jardinagem, aprender a tocar um instrumento ou a falar uma língua ou a praticar um desporto. Desta forma, o idoso está a cuidar da sua mente e impede o aparecimento de doenças como a depressão, ansiedade assim como estimula as capacidades cognitivas.

10 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo